PortuguêsEnglishFrançaisDeutschItalianoEspañol

Introdução à Programação em Lógica

Compartilhar em linkedin
Compartilhar em facebook
Compartilhar em twitter
Compartilhar em whatsapp

Este curso foi elaborado para atender o profissional iniciante na prática da linguagem Prolog, levando-se em conta total ausência de conhecimento neste paradigma de programação. Seus tópicos são compostos por uma parte conceitual e outra com exercícios que evoluem segundo a dificuldade imposta pela linguagem. O estudante deve atentar-se para o fato de que cada exercício trabalhado apresenta diferentes técnicas de uso da linguagem, tornando-os referências para programas mais robustos.
O texto original foi baseado em dois outros textos desenvolvidos pelo autor, um em colaboração com Andreas Herzig, do Institut de Recherche en Informatique de Toulouse, da Université Paul Sabatier, na França, para as disciplinas de Introdução à Inteligência Artificial e à Linguagem Prolog, da École Nationale d’Aviation Civile, e mais tarde o autor aperfeiçoou o texto para um mesmo curso oferecido ao Conservatoire National des Arts et Métiers, Brive la Gaillard, também na França. Ainda, foi utilizado um segundo texto, mais antigo, desenvolvido pelo autor com o Prof. Walter Carnielli, da Unicamp, e com Paulo Gomide Cohn, para o Instituto de Automação da Fundação Centro Tecnológico para Informática, em Campinas, São Paulo. Contém ainda vários excertos de diferente autores, além de aplicações e exemplos desenvolvidos pelo autor.
O texto atual sofreu revisões e novas inserções com o objetivo de atender a um público voltado ao desenvolvimento de soluções em Inteligência Artificial para o Instituto Modal de Ciência, Tecnologia e Inovação.

O que vou aprender?

  • Quais os fundamentos e principais paradigmas da inteligência artificial simbólica
  • Noções básicas da linguagem Prolog, utilizada para o desenvolvimento de soluções com lógicas modais

Explorar outras publicações no Blog CT&I

Uma reflexão natalina

Depois de um ano com muito trabalho e desafios, preparamos as festividades para celebrar o nascimento de Jesus. Foram 365 dias complicados, mas melhores do que os anteriores. Conseguimos sair de casa, respirar um pouco mais de ar puro, encontrar alguns amigos e conquistar novos projetos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.